Informação acerca da dieta da proteína, como funciona a dieta da proteína, alimentos permitidos e alimentos proibidos. Temos lista de carboidratos por alimento e receita de cardápio com menu diário para implementação da nova dieta da proteína.


segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

Origem da dieta da proteína

A dieta da proteina tem origem na célebre dieta do Dr. Atkins popularizada por imensas estrelas de cinema. Tendo sido publicada originalmente em 1972, a dieta da proteina foi de imediato alvo de criticas e repúdio pela comunidade científica, mas ao mesmo tempo teve um grande apoio entusiástico de muitas pessoas que seguiam esta dieta.. Apesar de inicialmente os resultados deste tipo de dieta não serem reconhecidos pelos nutricionistas, algumas evidências acabaram por dar razão ao autor da dieta da proteina.

Hoje em dia é aceite por muitos especialistas que uma dieta rica em proteínas e pobre em carboidratos, apesar de ser desequilibrada do ponto de vista nutricional, é um método eficiente de perder peso.

Vantagem da dieta da proteína

A grande vantagem da dieta da proteina é permitir que as pessoas que a implementam, podem comer sem grandes limitações em relação à quantidade ingerida e mesmo assim conseguir perder peso e emagrecer. No entanto existe uma regra fundamental, apenas se pode ingerir  alimentos ricos em proteínas sem restrinção.
Hoje em dia sabemos que dietas com consumo superior a 1300 calorias diárias têm poucas hipóteses de resultar em termos de perca de peso. Então, porque é que a dieta consegue ter sucesso? Aparentemente, as pessoas mesmo possam comer à vontade, acabam por comer pouco se forem proibidas de comer batatas, bolos, massas, pão e outros alimentos ricos em carboidratos.
A carne e o peixe possuem uma grande percentagem de proteínas e uma baixa quantidade de carboidratos, atributos que fazem destes alimentos uma peça central da dieta. Mas cuidado!

A dieta da proteina não é uma dieta equilibrada

A dieta da proteina não é uma dieta equilibrada e alguns especialistas suspeitam que embora faça baixar o seu peso, ela pode levar concomitantemente a aumento de ácido úrico ou a problemas renais, pelo que não deve ser seguida por doentes renais ou com gota. As últimas informações são de que o colesterol não aumenta se seguir um plano deste tipo, mas não confie demasiado Se tem o colesterol já muito elevado, faça análises regulares e aconselhe-se com o seu médico. O plano de dieta apresentado não deverá ser seguido sem supervisão médica por longos períodos de tempo.

Saiba como implementar a dieta da proteina


ACOMPANHE OS ARTIGOS DO BLOG NO SEU EMAIL